• ajuda para emagrecer

Creatina – O Que é, Para Que Serve, Efeitos Colaretais e Como Tomar

ajuda para emagrecer

creatina funciona mesmoMalhar sempre traz bons resultados à saúde e definição. Mas quando podemos encontrar uma forcinha extra para ajudar nos treinos sempre é positivo, não é mesmo? Um dos auxiliares mais queridos do mercado é a Creatina, suplemento alimentar vendido em farmácias e lojas específicas. Entender como ele funciona é crucial para saber se ele serve para você.

O que é creatina?

A creatina é uma substância encontrada em alguns alimentos. É uma amina conseguida por meio da síntese de três aminoácidos: arginina, a glicina e a metionina. Infelizmente nosso corpo não a produz naturalmente mas é possível encontrar em alimentos e com suplementos.

No corpo o processo é bem simples. Enriquecemos a alimentação com os aminoácidos acima descritos e o organismo faz naturalmente a síntese em três órgãos específicos: rins, fígado e pâncreas. A nova substância gerada é enviada ao corpo por meio da corrente sanguínea e começa a agir.

Como funciona a creatina no corpo?

Ao fazer exercícios físicos realizamos dois movimentos básicos: contração e relaxamento. Ambos gastam energia e a fonte natural é uma substância conhecida como ATP.

O ATP libera fosfato, responsável pela anergia necessária para executar as séries na academia. Mas infelizmente nosso corpo produz uma pequena quantidade disso com uma dieta saudável e exercícios de musculação (e outras atividades físicas) necessitam de muito mais. É ai que entram os suplementos como aquela ajudinha extra.

É quando o corpo necessita de energia que entra em ação a creatina. Ela libera mais produção de fosfato e coloca o músculo em ação. O ATP dura apenas 10 segundos no corpo e sabemos que uma série dura muito mais que isso. A creatina age então colocando combustível para manter a máquina humana em funcionamento.

Para que serve a creatina?

Basicamente para fornecer energia ao corpo para exercícios físicos. Ela ajuda o organismo a trabalhar com a carga extra durante a musculação e outras práticas de alta intensidade. Fornece o necessário para manter a atividade bem regulada e um pouco mais que isso.

Uma das ações da substância é fornecer energia para o músculo trabalhar. O benefício direto é o aumento do desempenho nos treinos e melhor disposição, mas também do trabalho de hipertrofia. A cretina aumenta a massa muscular, pois o ganho de massa é diretamente associado à capacidade de energia do corpo para a atividade. Se há fonte de energia sobrando, ele vai trabalhar mais e o aumento de massa muscular acontece.

Outro benefício é a recuperação rápida no pós treino. Para entender esse processo é preciso entender o quão perfeito é o funcionamento do organismo de acordo com nossas atividades. Faz-se o levantamento de peso e o músculo trabalha no pós treino para crescer. Ele gasta energia de acordo com a produção do corpo e suas fontes. Se precisa de mais e não há, nada é comprometido como funções vitais e o processo se torna mais lento. Mas se há energia ele trabalha mais rápido e se recupera para outra malhação bem mais rapidamente também.

O fornecimento de energia para o corpo é, então, o diferencial entre um treino mais eficiente e melhores resultados.

Como tomar creatina?

Por ser um ‘energizador’ do organismo alguns já fizeram seu uso pela manhã como outros suplementos. Mas ao contrário da cafeína ela não age de pronto, demora um pouco para fazer efeito.

Seu uso na verdade é cumulativo e não para hoje, agora. Ingerindo a cápsula hoje ela vai ser sintetizada no organismo e começar uma lenda produção da substância ao longo das horas. Então para hoje de nada adiante em seu treino mas nos dias seguintes.

A indicação é ingerir sempre no pós treino (em média até meia hora depois) deixar o corpo trabalhando na absorção e usando sua energia para a construção muscular.

Pesquisadores do Queens Medical Center de Nottingham, na Inglaterra, publicaram uma pesquisa há alguns anos mostrando que a melhor forma de ingerir é com alimentos ou suplementos ricos em carboidratos. Isso ajudaria no transporte celular e maior eficiência da substância. Mas nada impede de tomar com apenas um copo de água ou suco no pós treino também.

Quanto tomar de creatina?

O suplemento é dividido em cápsulas e a gramatura de cada uma depende de cada fabricante. No geral são de um grama.

A ingestão para um bom treino e obter bons resultados indicada por profissionais é de 3 a cinco gramas por dia. Logo, pedir pela quantidade de cápsulas não é uma boa saída.

Tomar todos os dias creatina ou apenas quando for treinar?

Saber quando tomar a Creatina é uma confusão comum. Afinal, suplementos para treino devem ser ingeridos apenas quando há treino, correto? Em alguns casos sim, mas com a creatina não.

Como ela permanece no organismo fabricando energia e sendo usada na hipertrofia, deve ser tomada tanto no dia de ir à academia como após ela. O trabalho de ganho de massa muscular, como muitos sabem, não é momentâneo. Ele continua funcionando e trabalhando depois da academia. Mesmo quando o inchaço visual diminui a ação dos exercícios continua acontecendo e o produto é indicado.

Os especialistas indicam, porém, diminuir a quantidade no pós treino. Nos dias de treinamento a quantidade fica em torno de 5 gramas e nos demais apenas em 3 gramas diárias.

Creatina engorda?

Engordar no sentido de ganhar peso na balança e medidas ao ingerir o produto sim, mas na verdade não é um ganho de peso real. É apenas retenção líquida. Contudo, pessoas interessadas no emagrecimento não devem fazer uso de suplemento puro ou com a substância na composição.

Suplementos focados no emagrecimento não possuem creatina e por isso não engordam. Contudo, elas ajudam na hipertrofia muscular e isso causa retensão líquida, causando o aumento de peso e inchaço. Este é um processo comum da formação dos músculos porque eles necessitam de água para o processo de fortalecimento e ganho de massa.

Apenas quem faz musculação deve tomar creatina?

Na verdade não. Qualquer atleta que tenha um gasto alto de energia e promova a hipertrofia muscular pode fazer uso do suplemento e colher seus benefícios.

A musculação é uma das mais apontadas como beneficiada do produto no mercado, mas há muitas outras atividades como funcional, praticantes de Hiit, Bike in door ou externa, profissionais de atletismo, dentre outros. Corredores de longas distâncias também podem colher os benefícios.

Onde encontrar a creatina naturalmente?

Todos os nutrientes de uma boa dieta e auxiliares de uma malhação podem ser encontrados em alimentos. Contudo, a quantidade nem sempre é a mais agradável para desempenhar um papel de relevância em um treino.

O suplemento desse artigo, por exemplo, está presente em peixes e carnes vermelhas. Mas para conseguir de dois a cinco gramas, o recomendado para ingestão diária, seria necessário ingerir mais de um quilo de carne ou peixe. Logo, a suplementação seria a melhor saída.

Saturação de creatina: o que é e como funciona?

Saturação é um procedimento usado por atletas para ingestão diferenciada do suplemento alimentar. A ideia é tomar cinco gramas de creatina em cápsula quatro vezes em um único dia durante cinco dias. Nas demais semanas diminui-se a dosagem para três gramas apenas e mantém-se desta forma.

A proposta da saturação é dar uma guinada no treino e potencializar os resultados. Funciona? Segundo especialistas suecos em estudo recente a mudança não é muito grande. Isso porque toda substância consumida em maior quantidade que seu uso no organismo será descartada por não ter funcionalidade. Não vai aumentar os resultados, apenas o investimento no produto.

Consumo de creatina faz mal ao corpo?

Em excesso sim. É importante deixar claro que qualquer substância consumida em excesso faz mal ao corpo. Até mesmo água demais durante os exercícios pode gerar um problem.

No caso do consumo em excesso dessa substância em um dos órgãos possivelmente a sofrer seria os rins. Eles são o filtro do organismo e podem ficar sobrecarregador com uma substância de ação lenta interrompendo suas atividades. O exagero pode causar desde inflamação até falência renal.

Problemas por excesso de suplementação para academias são comuns em quem comete exageros. Produtos como whey protein, cafeína e shakes emagrecedores são uma das principais causas de falência renal em atletas. O consumo moderado e como indicado na embalagem é essencial.

Há efeitos colaterais tomando creatina?

Com o aumento de energia do corpo podem surgir alguns efeitos colaterais da creatina comuns e leves. Um dos mais notados é a sudorese, ou suor excessivo. Durante os treinos ou mesmo em momentos de repouso, quando a suplementação continua agindo, pode ser notada uma transpiração a mais.

A alteração no sono é comum para pessoas hipersensíveis e com sono leve. Mas nada que prejudique a saúde ou mesmo o funcionamento de algum órgão quando é seguida a ingestão recomendada.

Outros usos da creatina no organismo

Depois de tantos estudos comprovando o bom uso da substância pelo corpo, muitos médicos e especialistas estão tentando encontrar novos rumos para este tipo de suplemento.

Estudo publicado recentemente na Universidade da Califórnia mostra benefícios neurológicos em pessoas com autismo. Nosso cérebro é repleto de creatina e um pouco a mais pode ajudar nas funções cognitivas. Outros estudos estão direcionados ao uso de tratamentos de doenças degenerativas musculares.

Agora que você sabe mais sobre a creatina e como ela age no corpo, selecionamos algumas dicas exclusivas do Tiago Bastos (especialista em ganho de massa e definição muscular) para que você, gratuitamente, aprenda mais sobre o tema. Clique aqui nesse link se deseja se cadastrar para receber esses conteúdos gratuitos sobre ganho de massa muscular e definição.

Comentários fechados.

  • ajuda para emagrecer